quarta-feira, 7 de abril de 2010

Tempo!

Eu não sou quem você quer.
Doi assumir. Seus olhos são claros e eles em nada vidram quando em mim passeiam.
Hoje contei nos dedos, existem oito garotos afim. Nenhuma deles existirá no meu corpo, nenhuma deles fará mais rápido o coração.
É que não gosto de desejos grudados na cara, frases que bajulam, risos coniventes.
Antes o mistério de não saber-se presente no peito alheio. Antes a descoberta lida nos gestos das suas palavras.
Eu quero tempo.
Tempo para criar um sentimento entre nós dois. Cultivá-lo. Observá-lo nessas manhãs de chuva fina.
E..depois que você me quiser, depois que você for embora, eu terei esse sentimento para amar.

4 comentários:

Alana Ávila disse...

ai que coisa linda *.*

Ceisa Martins disse...

Ah!
Que eu queria tempo...
Que eu queria paciencia também...

Mas eu queria tanto, algo bem assim... Reciproco!

Beijos!

priscila disse...

esposa... naum tenhu tempo ..
naum tenhu ontem ... naum tenhu amanha ... tenhu hoje ... e fui feito pra pessoas q vivem o hj!! adorei teu texto!!

# _LiTtSsHa_# disse...

meninas que bom que gostaram! isso demostra bem como me sinto de fato!

PS:. SE BEM QUE ESSE TEXTO LEMBRA BEM UMA GAROTA QUE ME LEVOU PRO MAL CAMINHO ^^

né xillah?!